Av. Bandeirantes, 586 - Centro - Campo Grande / MS

(67) 99974-5172 / (67) 3324-2768

ampliar

O MBUX Hyperscreen é um dos destaques do Mercedes-Benz EQS. Ele representa a inteligência emocional do modelo sedã, totalmente elétrico da Mercedes-Benz, unidade formada pela grande tela curvada se estende por quase toda a largura, entre as colunas A esquerda e direita. Além de seu tamanho impressionante, a alta qualidade e o design também causam um efeito impactante. Esse visual com estética high-tech mostra a dimensão emocional do sistema MBUX Hyperscreen. Somada a isso, figura a inteligência artificial com um software capaz de aprender, o display e o conceito operacional se adaptam completamente ao seu usuário e são capazes de oferecer sugestões personalizadas para numerosas funções de infoentretenimento, conforto e do funcionamento do veículo.

Graças à chamada 'camada zero', o usuário não precisa pesquisar em submenus ou dar comandos vocais. As aplicações mais importantes são sempre disponibilizadas de forma situacional e contextual no nível superior visualizado. Dessa forma, numerosos passos operacionais foram eliminados para o condutor.  E não apenas para ele: o MBUX Hyperscreen também funciona como uma atenta assistente para o passageiro da frente, que tem seu próprio display e área de operação.

O MBUX (Mercedes-Benz User Experience) simplificou radicalmente a operação de um Mercedes-Benz. Apresentado em 2018 no atual Classe A, o sistema equipa mais de 1,8 milhão de automóveis Mercedes-Benz presentes nas estradas do mundo inteiro. A divisão de Vans também está utilizando o sistema MBUX. Há alguns meses, a segunda geração desse sistema capaz de aprender estreou na nova Classe S. O próximo grande passo, agora, é dado no novo Mercedes-Benz EQS e central MBUX Hyperscreen. 

"Com o nosso MBUX Hyperscreen, uma nova concepção de design torna-se realidade", afirma Gorden Wagener, diretor de design da Daimler AG. "Nós juntamos a tecnologia com o design de uma forma fascinante, que proporciona ao cliente uma facilidade de utilização sem precedentes. Nós amamos a simplicidade e atingimos um novo nível do MBUX."

"O MBUX Hyperscreen é ao mesmo tempo o cérebro e o sistema nervoso do carro", explica Sajjad Khan, membro do Conselho de Administração e CTO (diretor técnico) da Mercedes-Benz AG. "O MBUX Hyperscreen consegue conhecer melhor o cliente aprendendo de forma contínua e disponibiliza uma oferta personalizada de infoentretenimento e operação antes mesmo que o ocupante tenha que clicar ou pesquisar em qualquer lugar."

Aparência eletrizante com visualização emocionante

O MBUX Hyperscreen é um exemplo de fusão digital/analógica: vários displays parecem fundir-se de forma contínua, resultando numa faixa de tela curva impressionante. Aberturas de ventilação analógicas são integradas a essa grande superfície digital para conectar os mundos físico e digital. 

O MBUX Hyperscreen possui uma moldura frontal contínua, pintada por meio de um elaborado processo na cor "Silver Shadow" (sombra prateada). Esse sistema de revestimento apresenta uma superfície de alta qualidade muito especial, graças às camadas intermediárias extremamente finas. A iluminação ambiente integrada, instalada na parte inferior da central MBUX Hyperscreen faz a unidade parecer flutuar no painel de instrumentos.

O passageiro da frente também tem seu próprio display e área operacional, tornando as viagens mais agradáveis e divertidas. É possível personalizar o conteúdo com até sete perfis. As funções de entretenimento do display do passageiro, porém, só são disponibilizadas durante a viagem dentro das regras legais específicas para cada país. Caso o assento do passageiro não esteja ocupado, a tela torna-se uma peça decorativa digital. Nesse caso, são exibidas estrelas com projeção visual.

Para obter uma imagem brilhante, a tecnologia OLED é usada nos displays central e do passageiro. Os pontos individuais da imagem são auto luminosos e os pixels da imagem não controlados permanecem desligados, o que faz com que pareçam ainda mais pretos. Os pixels OLED ativos, por outro lado, irradiam um colorido altamente brilhante, gerando altos índices de contraste, independentemente do ângulo de visualização e condições de iluminação.

Sugestões personalizadas com ajuda da inteligência artificial

Trabalhando proativamente, o sistema MBUX mostra ao usuário as funções certas no momento certo, auxiliado pela inteligência artificial. A percepção sensível ao contexto é otimizada constantemente através de mudanças no comportamento do usuário e do ambiente que o cerca. A chamada camada zero disponibiliza ao usuário, no nível mais alto da arquitetura de informação MBUX, conteúdo dinâmico e agregado de todo o sistema MBUX e serviços relacionados. 

A Mercedes-Benz estudou o comportamento dos usuários da primeira geração do sistema MBUX. A maioria das utilizações foi nas categorias Navegação, Rádio/Mídia e Telefonia. Por isso, a aplicação de navegação aparece sempre no centro da tela, com funcionalidade total.

Mais de 20 outras funções - desde o programa de massagem ativa, os alertas de aniversários até a lista de sugestões para o que fazer - são disponibilizadas automaticamente com a ajuda da inteligência artificial quando forem importantes para o cliente. "Magic Modules" (módulos mágicos) é o nome interno dado pelos desenvolvedores para esses módulos com sugestões, que são exibidos na camada zero.

O usuário pode aceitar ou rejeitar a qualquer sugestão com apenas um clique:

·Se você sempre telefona para um determinado amigo na volta para casa nas noites de terça-feira, será indagado se quer fazer essa chamada nesse dia no horário correspondente. É mostrado um cartão de visita com as informações de contato dele e, caso existente no arquivo, sua imagem. Todas as sugestões da central MBUX Hyperscreen são relacionadas ao perfil do usuário. Caso outra pessoa esteja guiando, numa noite de terça-feira, essa recomendação não será feita, ou aparecerá uma outra, dependendo das preferências do outro usuário.

·Se o condutor do automóvel usa regularmente no inverno a função de massagem segundo o princípio das pedras quentes, o sistema aprende e sugere automaticamente essa função de conforto em baixas temperaturas.

·Se o usuário sempre liga o aquecimento do volante junto com outras superfícies do banco, por exemplo, isso é sugerido a ele assim que acionar o aquecimento do assento.

·O chassi do Mercedes-Benz EQS pode ser elevado para proporcionar maior distância do solo, uma função útil para entradas de garagem mais altas ou transpor lombadas. O sistema MBUX registra sempre a posição do GPS em que o usuário fez uso da função "Vehicle Lift-Up" (elevação do chassi). Se o veículo se aproximar dessa posição novamente, o MBUX, de forma autônoma, sugere elevar a suspensão do veículo.

Fatos e números interessantes

Com MBUX Hyperscreen, vários displays aparentam se fundir sem interrupções, resultando numa impressionante faixa de tela curvada com 141 centímetros de largura. A área que os passageiros podem utilizar é de 2.432,11 cm2.

O grande display com cobertura de vidro é curvado tridimensionalmente no processo de moldagem, a uma temperatura de aproximadamente 650°C. Esse processo permite uma visibilidade do display livre de distorções por toda a largura do veículo, independentemente do raio de cobertura da tela. Dois revestimentos na cobertura da tela reduzem os reflexos e facilitam a limpeza. O vidro curvado, em si, é feito de um silicato de alumínio especialmente resistente a arranhões.

As medidas de segurança incluem pontos de ruptura pré-determinados ao longo das aberturas laterais, assim como cinco suportes que podem ceder de uma forma programada em caso de acidente, graças à sua estrutura em forma de colmeia.

8 núcleos de CPU, 24 gigabytes de RAM e banda de memória RAM de 46,4 GB por segundo são algumas das especificações técnicas da MBUX.

Utilizando os dados de medição de uma câmera multifuncional e um sensor de luminosidade, o brilho da tela é adaptado às condições ambientes.

 

 

Mais fotos

Clique na foto para ampliar